21 erros de inglês incríveis que fazem você parecer um idiota

Ninguém está livre de cometer erros de inglês, principalmente quando se está aprendendo este idioma. Os erros por sinal, fazem parte do processo de todo aprendizado, mas quando o assunto é aprender inglês, pouca gente se pergunta: Será que estou aprendendo da maneira correta?

Neste caso, muitos erros de inglês acabam surgindo de vícios que nós mesmos adotamos em nossa língua nativa e que levamos também para o aprendizado do novo idioma. A maneira como aprendemos também possui uma grande influência para cometermos erros bobos de inglês.

E para evitar que você passe por situações constrangedoras, resolvemos fazer um compilado com os principais erros de inglês para você aprender e deixar de cometê-los. Confira!

1. Confundir palavras de grafia e pronúncia parecidas

Este é um dos erros de inglês mais comuns entre as pessoas. Ou seja, confundir palavras em inglês que são semelhantes na escrita, mas que possuem significado completamente diferentes. E vamos combinar, este erro pode lhe render algumas enrascadas ao conversar com nativos. Vejamos alguns exemplos:

  • Kitchen (Cozinha) e Chicken (Galinha)
  • Beach (Praia) e Bitch (cadela).
  • Word (Palavra) e World (Mundo)
  • Sheep (Ovelha) e Ship (Navio)

2. Não se atentar aos falsos cognatos

É fato que muitas palavras em inglês possuem praticamente a mesma ortografia e quase a mesma pronuncia no inglês. Essas palavras são conhecidas como cognatos. Alguns exemplos.

  • September – Setembro
  • Competition – Competição
  • Television – Televisão
  • Radio – Rádio
  • Music – Música

No entanto, como toda regra, essa também possui suas exceções e é justamente ai que entram os falsos cognatos. Ou seja, palavras que são semelhantes a algum termo em português, mas que não possuem nenhuma relação. Alguns exemplos:

  • Eventually (finalmente) – Eventualmente é “occasionally”
  • Confident (confiante) – Confidente é “confidant”
  • Construe (explicar, interpelar) – Construir é “to build”
  • Converse (oposto) Contrário – Conversa é “chat, talk”

*Confira aqui uma lista com mais falsos cognatos

3. Não pronunciar o TH

Outro erro de inglês muito comum por parte dos brasileiros, é deixar de pronunciar o dígrafo “TH” que é bastante comum em palavras em inglês como é o caso de palavras como think (pensar), thank (agradecer) e thick (grosso).

Dica: Para pronunciar corretamente palavras que levam o TH, é necessário colocar a ponta da língua nos dentes superiores.

4. Fazer perguntas usando o “let’s” (let us)

Ao convidar ou sugerir algo utilizando o “let’s…” (vamos…), não utilize o sinal de interrogação ou a entonação de pergunta. Caso queira convidar ou sugerir algo a alguém, faça uso do Shall.

Vejamos alguns exemplos:

Incorreto Correto
Let’s eat pizza? Shall we eat pizza? (Vamos comer pizza?)
Let’s stop? Shall we stop?  (Vamos parar?)
Let’s study together? Shall we study together? (Vamos estudar juntos?)

5. Nothing ou Anything

Outro erro de inglês muito cometido pelos brasileiros é não saber utilizar as palavras anything ou nothing no sentido de nada. Neste caso, “Anything” deve ser usado em frases negativas e o “Nothing” em frases afirmativas. Vejamos:

Errado: I know anything about that ou I don’t know nothing
Correto: I don’t know anything about that ou I know nothing

6. Usar vogal de apoio

Na língua portuguesa, as consoantes estão sempre acompanhadas de uma vogal, até mesmo em palavras como pneu, onde há encontro de consoantes, colocamos um i para facilitar a pronúncia: “pineu”.

No inglês, quando nos deparamos com uma palavra como como walk ou and, a tendência é a colocar uma vogalzinha ali, geralmente o “i”. Assim, o and fica “andi”; o walk, “walki”; that se torna “thati”; Facebook fica “Faicebuqui”; internet, “internetchi”… e assim por diante.

Neste caso, o segredo é se policiar e pronunciar a palavra com o som da consoante no final limpo, “anD” ou “walK” secos.

7. Não saber diferenciar At / In / On

Dentre os principais erros de inglês, também vale a pena destacar o uso inadequado do At, In e On. E para isso, vale a pena seguir as regras abaixo:

Usa-se “At” com:

  • Horas: at nine o’clock, at two fifteen.
  • Feriados e festas: at Christmas, at Easter.
  • Refeições: at lunch, at dinner.
  • Períodos específicos: at afternoon, at night.

Usa-se “In” com:

  • Estações do ano: in winter, in spring.
  • Anos e séculos: in 1986, in the year 2015, in the fifteenth century.
  • Meses: in August, in December.
  • Partes do dia: in the morning, in the evenings.

Usa-se “On” com:

  • Dias da semana: on Monday, on Saturday.
  • Dias especiais: on my mother’s birthday, on Christmas day.
  • Datas: on march 16, on thirtieth of August.

8. Usar o Since e For de maneira errada

Tanto “Since” quanto o “For” são palavras muito comuns no inglês. No entanto, nós brasileiros temos uma grande dificuldade em saber quando utilizar cada uma delas no momento certo.  Vejamos as regras:

FOR: Usado para indicar um período de tempo transcorrido.

Exemplos:

  • I’ve been waiting for 40 minutes. – (Estou esperando há 40 minutos.)
  • She’s been studying here for three months. – (Ela está estudando aqui há três meses.)
  • I haven’t seen her for a long time. – (Não a vejo há muito tempo.)

SINCE: Usado para indicar o início de uma ação ou fato (desde).

Exemplos:

  • I’ve been waiting since 7 o’clock. – (Estou esperando desde as 7 horas.)
  • She’s been working here since September. – (Ela está trabalhando aqui desde setembro.)
  • I haven’t seen her since Monday. – (Não a vejo desde segunda-feira.)

9. Confundir Push e Pull

Este é provavelmente um dos erros de inglês mais clássicos que muita gente comente. E quer saber o motivo? Porque ainda insistimos em achar que “Push” tem alguma relação com Puxar. E como consequência, ao ver uma porta e um restaurante, aeroporto ou qualquer outro local escrito Push, muita gente fica tentando abri-la com o movimento de puxar, quando na verdade Push significa empurrar.

Portanto lembre-se:

  • Push = Empurrar
  • Pull = Puxar



10. Não saber quando usar Your, Her, His

No português, o pronome possessivo “seu” pode ser usado tanto na segunda pessoa quanto na terceira. Ou seja, podemos dizer: “Você vai passear com o seu cachorro” ou “Ela vai passear com seu cachorro”.

Entretanto, no inglês cada pessoa tem seu próprio pronome possessivo. Mas temos o mal hábito de sempre usar o Your no lugar de his, her ou its. Vejamos a maneira correta:

His significa seu no sentido de “dele” (Seu livro – o livro dele – his book)

Her significa seu no sentido de “dela” (Seu livro – o livro dela – her book)

Your significa seu no sentido de “de você”, ou “de vocês”. (Seu livro – o livro de você – your book)

11. Não usar o old para expressar idade

Informar a sua idade para alguém é extremamente comum. Mas será que você está fazendo isso da forma correta em inglês?

Dizer, “Eu tenho 30 anos” é uma frase correta em português, no entanto, em inglês as pessoas não “tem” uma idade – elas “são”. Deste modo, é importante sempre fazer uso do verbo “to be” antes de expressar um tempo.

Exemplos:

  • I am 30 years old – Eu tenho 30 anos.
  • My baby is 5 months old – Meu bebê está com 5 meses.

12. Usar o “Have” de maneira errada

Outro que entra na lista dos principais erros de inglês cometidos pelos brasileiros é substituição do “Have” pelo verbo Haver/Ter. Deste modo, é muito comum as pessoas formularem frases do tipo: “I have 30 years old” ao invés de “I am 30 years old”.
Outro erro bastante cometido e que deixa muitos nativos confusos é simplesmente usar o usar o “Have” no lugar de “There is” ou “There are”.

Exemplo:

Errado: Have two cars in my garage
Correto: There are two cars in my garage

13. Pronunciar Verbos terminados em “ED”

Liked, stopped, loved, são exemplos de verbos no passado que deveriam ser ditos como se tivesse um T no final (liket, stoppet, lovet).

No entanto, nós brasileiros fazemos questão de pronunciar essas palavras como se elas terminasse com I. Portanto, vale a pena se policiar quando for pronunciar palavras no passado em inglês.

14. Pronunciar o B mudo

Sabemos que em português, a pronúncia das palavras são basicamente iguais à maneira como elas são escritas. Já em inglês essa regra não existe, principalmente pela existência de palavras com “letras mudas”. Um bom exemplo é o B mudo, que ao estar junto ao M no final de uma palavra, não se pronuncia o B, apenas o M.

A mesma regra vale para uma palavra que possui B e T juntos. Vejamos alguns exemplos.

Bom(b), Clim(b), Num(b), De(b)t, Su(b)tle, Dou(b)t

Dica: Sempre que encontrar as combinações de letras (BT e MB) no final das palavras – na maior parte dos casos, o B será mudo.

15. Dizer “pensar em” com o “think in” ou “think to”

Quando for dizer “pensar em”, jamais faça uso do “think in” ou “think to”. Em vez disso, utilize o “think of” ou “think about”. Vejamos alguns exemplos:

Incorreto

  • I think in you” (eu penso em você)
  • I think of you” ou “I think about you” – Eu penso em você

Correto

  • Do you think to go there?” (Você pensa em ir para lá?).
  • Do you think of going there?” ou “Do you think about going there?” – (Você pensa em ir para lá?)

16. “Andar” em inglês nem sempre é “Walk”

Em inglês “Walk” significa “andar a pé”. Portanto, é incorreto dizer: “walk by car“, “walk by motorcycle” ou ainda “walk on foot” (forma redundante).

Neste caso, uma boa opção é fazer uso do “get around”. Vejamos alguns exemplo

  • I like walking.[Eu gosto de andar (a pé).]
  • We get aroundby car almost every day. [Nós andamos (nos locomovemos) de carro quase todos os dias.]
  • He gets aroundby motorcycle during the week. [Ele anda (se locomove) de moto durante a semana.]

17. Sempre usar “Very” para expressar “Muito”

“Muito” nem sempre é “very” em inglês. Existem outras opções como: many, a lot (of) e much. Portanto, não saia por aí usando “very” toda vez que quiser dizer “muito”. Alguns exemplos:

  • I have many (= a lot offriends. [Eu tenho muitos amigos.]
  • They work a lot[Eles trabalham muito.]
  • You joke a lot.  [Você brinca muito.]
  • Do you drink much water? [Você toma muita água?]

Dica: Use “many” antes de substantivos contáveis no plural; “a lot of” com substantivos contáveis ou incontáveis; “much” para substantivos incontáveis; “a lot” modificando verbos.

18. Esquecer de usar “It”

Outra falha bastante comum é deixarmos de usar o “It” nas frases. O “It” é um pronome pessoal usado quando o sujeito é indefinido ou inexistente. Aqui no Brasil temos algumas frases em que o sujeito é oculto, no entanto, a língua inglesa não permite essa situação. Vejamos alguns exemplos.

  • Como é falado: Is a pleasure to meet you.
  • Modo correto: It is a pleasure to meet you.  (É um prazer conhecer você.)
  • Como é falado: Is raining.
  • Modo correto: Itis rainning.  (Está chovendo)
  • Como é falado: Is right?
  • Modo correto: Is it right? (Está certo?)
  • Como é falado: Did you like?
  • Modo correto: Did you like it? (Você gostou?)

19. Não saber dizer “Eu não faço idéia” em inglês

Quando se deseja dizer que “não faz ideia” no sentido de “não saber ou não ter conhecimento/informação a respeito de alguma coisa” muita gente acaba usando a expressado errada: “I don’t make idea” ou “I don’t do idea”.

A forma adequada é com “have“. Exemplo: I have no idea; you have no idea

20. Confundir You’re e Your

Principais erros de inglês cometido pelos brasileiros

You’re” é a abreviação de  “you are“, contração do sujeito you com o verbo are. Já “Your” é pronome possessivo referente ao sujeito. Pode até parecer simples mas na realidade, não é raro vê-los sendo usados da maneira errada, principalmente na escrita. Vejamos um simples exemplo do uso correto do You’re e Your.

  • You’re Batman (Você é o Batman)
  • Your costume is very cool. (Sua fantasia/traje é muito legal).

21. Usar o verbo “To be” desnecessariamente

Para finalizar, (com chave de ouro) não poderia faltar o tão aclamado verbo To be. E neste caso, usá-lo desnecessariamente ou no lugar de outro verbo auxiliar também aparece entre as falhas cometidas por brasileiros. Vejamos os exemplos:

Incorreto: I’m go shopping on Saturdays ou Are you cook well?
Correto: I go shopping on Saturdays. ou Do you cook well?

 

Estas foram as dicas para ter um inglês cada vez melhor. Esperamos que tenham sido úteis para você.

Se esse artigo ajudaram você, por favor, compartilhe-o com seus amigos. Desse modo, todos saímos ganhando.

  • Gleidson

    Muito bom o artigo. Penso que palavra fantasy não esteja correto no item 20 se foi usado como fantasia (roupa).

    • Admin

      Obrigado pelo feedback Gleidson! Já editamos este errinho. Abraço

  • Eu tenho grupo de WhatsApp dos leitores do meu blog e vejo alguns destes erros com frequência. Com relação ao último, eu já vi duas vezes “Do you are a teacher?”

    Gostei do seu blog. Vou voltar aqui mais vezes.

    Ueritom

    • Admin

      Que bom que gostou Ueritom! Continue nos acompanhando, pois estamos sempre com novas dicas.